Foto:Cesar Krugel
Foto:Cesar Krugel

Durante coletiva prefeitura esclarece suspeita de H1N1 em criança da Reme

A Prefeitura Municipal de Campo Grande convocou uma coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira (24) no Plenarinho do Paço Municipal para esclarecer informações sobre uma criança com suspeita de H1N1. A estudante tem 8 anos e estuda na Escola Municipal Consulesa Margarida Maksoud Trad, no bairro Estrela Dalva e encontra-se no Centro de Terapia Intensiva da Santa Casa de Campo Grande em quadro estável.
De acordo com a Secretária Municipal de Educação, Leila Machado todas as providências foram tomadas em relação à criança e também a todos os alunos da Reme. “A Secretaria Municipal de Educação está tomando todas as ações preventivas contra a H1N1 nas escolas da rede pública. A criança foi medicada e acompanhada criteriosamente, inclusive os familiares. Os alunos foram dispensados mais cedo nesta terça-feira (24), antecipando o feriado, na segunda-feira (30) as aulas continuam normalmente e os alunos serão monitorados caso haja algum sintoma de gripe suspeito”, disse a secretária.
O secretário adjunto de saúde, Victor Rocha explicou quais são os procedimentos a serem tomados em casos suspeitos de H1N1. “O diagnóstico do H1N1 é firmado quando há febre, problemas e sintomas respiratórios principalmente quando piora nas 48 horas seguintes. Para esta criança, assim como todas com suspeita clínica com gravidade, foi coletado o exame e dentro das próximas horas deve sair o resultado, lembrando que o tratamento e acompanhamento é feito imediatamente. Os familiares também estão sob observação e prevenção, caso apresentem os sintomas.
Prevenção
No planejamento de ações da Secretaria Municipal de Saúde entre outros, está a realização de exames laboratoriais para a identificação da contaminação do paciente por H1N1, procedimentos apropriados de coleta, transporte, processamento e armazenamento de espécimes de fundamental importância no diagnóstico da infecção viral, diagnóstico laboratorial, coletas até o 3° dia após o início dos sintomas e, no máximo, até o 7° dia, coletas dos casos notificados e que atendam critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde e tempo médio para a liberação de resultados de 48 a 72 horas.
A gripe H1N1 consiste em uma doença causada por uma mutação do vírus da gripe. Também conhecida como gripe Influenza tipo A ou gripe suína, ela se tornou conhecida quando afetou grande parte da população mundial entre 2009 e 2010. Os sintomas da gripe H1N1 são bem parecidos com os da gripe comum e a transmissão também ocorre da mesma forma e pode levar a complicações de saúde muito graves, podendo levar os pacientes até mesmo à morte.
CG Notícias
x

Além disso, verifique

97327ea8c1aaca5c6a6328d60e84346b

Imol confirma que corpo carbonizado é do ex-vereador Alceu Bueno

O Imol (instituto Médico Legal) confirmou que o corpo encontrado carbonizado na manhã desta quarta-feira, ...

semananacionaltransito2016-672x372

Polícia Militar realiza solenidade alusiva a Semana Nacional do Trânsito

A Polícia Militar de Mato Grosso do Sul através do 17º Batalhão de Trânsito, realiza ...